Unidade Recife – PE

Whatsapp
(81) 98265-0101

Unidade Fortaleza – CE

Whatsapp
(85) 99163-6739

Unidade Anápolis – GO

Whatsapp
(61) 99695-7807

Unidade Brasília – DF

Whatsapp
(61) 99862-7578

Bulimia nervosa: o que é, quais os sintomas, causas e tratamentos.

bulimia nervosa

A bulimia nervosa é um transtorno alimentar que se caracteriza pelo consumo em excesso de alimentos em um curto período de tempo e a preocupação exagerada com o aumento do peso. 

Contudo, é importante citar que esse comportamento está diretamente relacionado à qualidade de vida de um indivíduo, uma vez que quando ele acontece, em geral, foi precedido por outros problemas de caráter psicológico ou emocional, podendo a pessoa, inclusive, necessitar de uma clínica de recuperação.

Em um momento onde a imagem corporal tem sido destaque em redes sociais, a busca pelo que se convencionou chamar de corpo ideal gera uma polêmica. Aliás, de acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), 5% das mulheres do mundo sofrem com bulimia nervosa.

Nesse artigo vamos falar mais sobre o transtorno, os cuidados necessários e sintomas. Confira conosco e boa leitura!

O que é bulimia nervosa?

A bulimia nervosa é caracterizada, em qualquer idade, por episódios recorrentes de alimentação excessiva seguidos por comportamentos compensatórios. Por exemplo, quando uma pessoa provoca intencionalmente o vômito após a ingestão do alimento.

Antes de conhecer a fundo sobre a bulimia nervosa, é necessário compreender  que não existe uma causa específica para o transtorno. Isso porque, ele pode surgir de uma combinação de fatores que impactam de forma individual a vida de uma pessoa.

Entre adolescentes, a bulimia nervosa ainda é mais perigosa, já que os números apontam que os casos entre 13 e 17 anos chegam ao dobro da média brasileira.

Além disso, há um agravante entre jovens que é uma resistência maior em reconhecer o quadro de compulsão alimentar.

 Os estudos mostram que a bulimia nervosa possui maior incidência em mulheres jovens, entre a adolescência e os primeiros anos da idade adulta.

Indivíduos com bulimia nervosa tendem, de modo geral, a possuir uma visão distorcida de sua aparência física, o que impacta negativamente na autoestima e no equilíbrio mental.

Quais os sintomas (características) da bulimia nervosa?

São vários os sintomas ou características comuns a quem sofre do transtorno de bulimia nervosa. Porém, como alguns deles são encontrados em outras situações que não se relacionam a isso, é importante a atenção no caso de suspeita entre amigos ou familiares.

De modo geral, eles podem acontecer de forma simultânea ou não aos outros sintomas. Como por exemplo:

  • Uso regular de laxantes, inibidores de apetite ou diuréticos, principalmente sem acompanhamento médico;
  • Sentimento de angústia e culpa após a ingestão excessiva de alimentos;
  • Inflamações frequentes na garganta, aparecimento frequente de cáries ou dentes desgastados;
  • Dores abdominais e sistema digestivo com frequente inflamação;
  • Constrangimento ou vergonha de comer em público;
  • Imagem distorcida do próprio corpo, ou seja, a pessoa não é capaz de avaliar seu real peso e considera nunca estar próximo ao que muito acham ser o padrão (o corpo magro ou malhado);
  • Atividades físicas em excesso, mesmo em condições inadequadas como, por exemplo, doente ou machucado;
  • Realização de dietas sem acompanhamento de um médico ou nutricionista ou ainda regimes extremos como jejum intermitente;
  • Contagem exagerada de calorias ou recusa em comer determinados alimentos;
  • Uso de roupas que escondam o corpo ou rituais obsessivos para se alimentar ou preparar alimentos;
  • Menstruação irregular.

Além disso, como consequência dos hábitos relacionados à bulimia nervosa e aos episódios de vômito após comer, aparecem sintomas de desidratação, depressão, ansiedade e irritabilidade.

Como diferenciar bulimia nervosa de anorexia

Uma dúvida comum é no que se refere à diferença entre a bulimia e a anorexia. Em resumo, a pessoa com bulimia nervosa possui o peso adequado ou pouco acima do ideal para a idade. Por sua vez, na anorexia, a pessoa está abaixo do peso normal para a idade e mesmo assim não é capaz de perceber. 

Outra diferença está na alimentação enquanto a pessoa convive com o transtorno alimentar. De modo geral, quem possui bulimia nervosa, come, porém, tem a necessidade de vomitar após a ingestão. Já na anorexia, pode haver quadros em que o indivíduo fica horas ou dias sem comer, com medo de engordar.

Ambas são graves e precisam de tratamento, mas pela bulimia apresentar menos sinais físicos, ela pode ser mais difícil de ser percebida.

Clique aqui e saiba como encontrar a melhor clínica de recuperação feminina.

Causas da bulimia nervosa

Ainda que a bulimia nervosa possa ter causas como predisposição genética, combinação de fatores sociais e culturais ou mesmo traumas, não é possível determinar uma causa específica para que ela ocorra.

Porém, é perceptível que os fatores psicológicos estão presentes em praticamente todos os casos. Em outras palavras, a instabilidade emocional, afetiva ou de autoestima desencadeia gatilhos ou situações negativas que levam a pessoa até os episódios de bulimia nervosa.

O culto exagerado ao corpo ou mesmo à forma como a família e amigos lidam com a aparência física de uma pessoa pode influenciar no surgimento da bulimia.

Isso porque, algumas pessoas podem desenvolver um sentimento de culpa em relação ao próprio corpo, e devido a isso, se apoiar em um comportamento que irá se tornar um transtorno alimentar.

Nesse sentido, muitas vezes a pessoa interpreta que o seu corpo não é o ideal e passam a “culpá-lo” pela sua infelicidade, evitando, assim, o máximo ganho de peso. Para isso, normalmente comem o que desejam, mas logo em seguida, devido ao sentimento de culpa, acabam por eliminar para que não exista ganho de peso.

Tratamento da bulimia nervosa

O diagnóstico e tratamento da bulimia nervosa precisa do acompanhamento especializado, a fim de que seja capaz de ajudar uma pessoa que sofre o transtorno.

Isso porque, a confirmação do diagnóstico depende da avaliação médica, onde são percebidos a frequência e intensidade do comportamento.

Por se tratar de um transtorno psicológico e alimentar, um acompanhamento completo irá incluir profissionais da área médica, psicológica e de nutrição.

Em casos graves, o indivíduo com bulimia nervosa pode recorrer ao internamento em clínicas especializadas, como é o caso das Clínicas Virtude.

Com unidades em Fortaleza, Recife, Brasília e Anápolis, as Clínicas Virtude valorizam a dignidade humana, respeitam a subjetividade e apostam na integralização e personalização dos tratamentos terapêuticos.

Por isso, disponibiliza consultas e tratamentos ambulatoriais, hospital dia, remoção em UTI móvel e internação psiquiátrica para que o paciente com bulimia nervosa possa ter um tratamento humanizado e dedicado.

Se precisar, fale conosco agora que estamos prontos para atendê-lo!

Compartilhe esse conteúdo!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Categorias

Postagens Semelhantes