Unidade Recife – PE

Whatsapp
(81) 98265-0101

Unidade Fortaleza – CE

Whatsapp
(85) 99163-6739

Unidade Anápolis – GO

Whatsapp
(61) 99695-7807

Unidade Brasília – DF

Whatsapp
(61) 99862-7578

Surto psicótico: o que é, sintomas, tempo de duração e tratamentos

Surto Psicótico

O surto psicótico é um episódio no qual ocorre a desorganização de como se observa a realidade. Dessa forma, há uma distorção do que se entende como representação social. 

Em outras palavras, os comportamentos verbais e não-verbais podem causar estranhamento e até mesmo incompreensão de quem está próximo à pessoa que surtou.

No ano de 2020, durante o auge da pandemia da Covid-19, cerca de 30% das pessoas infectadas apresentaram surtos psicóticos, mesmo sem qualquer histórico anterior do transtorno.

Ademais, alguns relatos de pacientes que já estiveram em uma clínica de recuperação dão a entender que o surto possa surgir depois de um stress mental intenso.

Confira nesse artigo tudo o que você precisa saber sobre transtorno psicótico, quando ele pode ocorrer, sintomas e informações sobre como lidar com esse transtorno psiquiátrico. Boa leitura!

O que é surto psicótico?

Em geral, define-se como surto psicótico a incapacidade de uma pessoa ter o contato com a realidade, podendo inclusive ter dificuldades em entender o que acontece ao seu redor. 

É importante compreender que um surto psicótico é um transtorno mental que não caracteriza a doença em si, mas sim, um sintoma. Isso significa que o episódio de psicose estará, comumente, associado a outros distúrbios que levam ao respectivo quadro. 

Exemplos desses distúrbios seriam a ansiedade, depressão, pensamentos ou ideias suicidas ou, em casos mais graves, transtornos do espectro de esquizofrenia.

A partir disso, a psicose pode causar uma interpretação diferente sobre o mundo e até envolver delírios ou alucinações.

Quais os sintomas de um surto psicótico?

Por se tratar de uma fantasia, na qual o indivíduo se internaliza em um mundo próprio e perde o juízo sobre a realidade, o surto psicótico possui sintomas diversos. 

Por outro lado, eles sempre se conectam a pensamentos absurdos e podem chegar a situações em que o indivíduo vê, ouve, sente pessoas ou objetos que nunca existiram. 

Dentre os principais sintomas que ocorrem no surto psicótico, dois são os principais e mais comuns: as alucinações e os delírios.

Alucinações

Quando acontece em um surto psicótico, a alucinação se caracteriza pelo surgimento de sensações – auditivas, visuais, etc. – atribuídas a causas ou situações que não existem. Ou seja, é possível que o indivíduo presencie, enxergue ou tenha uma experiência que não condiz com o mundo real.

Delírios

Por sua vez, os delírios em um surto de psicose fazem com que a pessoa acredite que há, por exemplo, uma conspiração para prejudicá-la. Isso a faz acreditar que suas crenças e opiniões não podem ser compartilhadas com ninguém.

As alucinações e delírios podem, inclusive, acontecer simultaneamente em um episódio psicótico, causando situações como: 

  • Discurso incoerente ou sem sentido;
  • Ansiedade;
  • Comportamento impróprio; 
  • Depressão; 
  • Isolamento social; 
  • Falta de motivação;
  • Problemas de sono.

Quanto tempo dura um surto psicótico?

De acordo com estudos realizados pela Organização Mundial da Saúde (OMS), não é possível definir a duração exata de um surto psicótico. Desse modo, o episódio sempre dependerá do indivíduo, dos sintomas que se relacionam à psicose, da existência de outros transtornos ou comorbidades e do acompanhamento médico.

Além disso, o uso de álcool, tabaco ou drogas ilícitas podem potencializar o quadro psicótico, tornando os surtos mais frequentes, intensos ou duradouros.

Há exemplos em que transtornos psicóticos duram de 1 dia até 1 mês, enquanto que, em casos mais severos, podem acompanhar o indivíduo por toda a vida. Por isso é importante buscar um profissional da área psiquiátrica a fim de realizar a avaliação do caso e iniciar seu tratamento.

Devido à psicose poder se manifestar de forma secundária, existem doenças que podem agravá-la, como por exemplo: tumor cerebral, Alzheimer, Parkinson, alguns tipos de epilepsia ou acidente vascular na região encefálica.

Quem pode ter um surto psicótico?

É possível esclarecer que qualquer pessoa pode sofrer um surto psicótico, ainda que o componente genético e o histórico familiar contribua para sua maior incidência.

A psicanálise entende os surtos psicóticos como uma das 3 estruturas psíquicas, ao lado da neurose e da perversão. Por isso, é relevante afirmar que eles não acontecem apenas em pessoas com algum tipo de comorbidade. 

Em outras palavras, o episódio de psicose pode acontecer tanto em pessoas com esquizofrenia, transtorno bipolar ou delirante como em situações de estresse, trauma ou até mesmo pós-parto.

Os sintomas psicóticos podem acontecer da infância à velhice, porém, seu início é mais comum em adolescentes e adultos jovens, até 40 anos. 

Eles são mais frequentes em homens, porém, acontecem em ambos os sexos. Também são desencadeados por substâncias psicoativas como álcool, anfetamina, cocaína e outras drogas.

O que fazer quando uma pessoa tem um surto psicótico?

Quem presenciar uma pessoa em um surto psicótico deve, primeiramente, entrar em contato com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) pelo telefone 192. 

O recomendado é evitar conter o surto, ainda que seja de um indivíduo próximo, uma vez que não se sabe a proporção que ele poderá tomar.

Mesmo que seja raro a ocorrência de agressões durante o episódio, é essencial que se acompanhe a pessoa a fim de que ela não se machuque enquanto aguarda o socorro.

Tente criar um clima tranquilo até a chegada do atendimento especializado. Nesse sentido, não tente questionar ou contradizer a pessoa que está em um surto psicótico.

Por último, mesmo que o episódio se encerre antes do atendimento chegar, não cancele a visita de um profissional especializado.

O surto psicótico pode não ser o único problema psiquiátrico da pessoa, devendo o seu quadro ser avaliado por um médico.

Surto psicótico tem cura?

O surto psicótico não tem cura, porém tem tratamento. Nesse sentido, é extremamente importante que a busca por auxílio profissional seja feita. Agindo dessa forma, os sintomas poderão ser controlados e o indivíduo poderá ter maior qualidade de vida.

Dentre os tratamentos indicados por especialistas, há desde a terapia psicológica, o afastamento da pessoa (que teve o surto psicótico) de possíveis gatilhos do episódio, até o uso de medicamentos.

Em casos em que a pessoa apresenta risco para si, ela poderá ser hospitalizada e acompanhada por diversos profissionais, até que seja capaz de conviver de forma harmoniosa com outras pessoas.

Por isso, caso você presencie um amigo ou familiar com surtos psicóticos, ou ainda, que apresente sintomas que podem desencadeá-lo, procure ajuda!

As Clínicas Virtude podem ajudar você e as pessoas próximas a encontrarem auxílio psicológico e especializado.

Com unidades em Fortaleza, Recife, Brasília e Anápolis, as Clínica Virtudes valorizam a dignidade humana, respeitam a subjetividade e apostam na integralização e personalização dos tratamentos terapêuticos. Se precisar falar conosco, entre em contato que estamos prontos para atendê-lo!

Compartilhe esse conteúdo!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Categorias

Postagens Semelhantes